Duas éticas diferentes

17/02/2009

O que é certo e errado para entidades de classe nem sempre o é para o restante da sociedade

 

O Código de Ética da Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD) prevê que os contatos de telemarketing ativo só devam ser feitos de 2ªf a 6ªf, das 9h às 21h, e aos sábados, das 10h às 16h.

 

O Código não cogita da possibilidade, claro, de que o telemarketing seja, em si, uma atividade antiética, uma vez que se vale de informações privadas do consumidor para importuná-lo com ofertas não solicitadas.

 

Esse é o problema da autoregulação. Entidades de classe sempre têm parâmetros muito próprios do que venha a ser certo e errado – parâmetros esses que podem divergir daqueles do restante da sociedade.

 

Por isso, a atuação de órgãos como o Conar, na publicidade, e a existência do Probare, código de conduta do telemarketing, são positivos, mas insuficientes. Algum tipo de controle externo se faz necessário quando a relação entre empresas e consumidor é marcada pela desigualdade. A normatização do serviço de call centers, pelo Ministério da Justiça, ano passado, foi um exemplo típico das distorções que o mercado é incapaz de solucionar.

 

Vale o mesmo no que tange à propaganda infantil. Tramita no Congresso projeto de lei que prevê a regulamentação dos anúncios feitos para crianças. Os publicitários já se insurgiram contra o texto, argumentando que qualquer interferência externa sobre sua atividade é uma forma de censura – e que a autoregulação praticada pelo Conar é suficiente para coibir abusos e desvios.

 

Não é. A ética dos publicitários não é e nem pode ser a ética da sociedade. O Conar pune desvios dentro de seu próprio código, mas não tem alcance para interferir nos códigos do restante da coletividade.

 

A publicidade para crianças é vista em muitos países como uma atividade eticamente complexa, para não dizer duvidosa. Mais do que regulamentação interna, feita por e para publicitários, ela demanda limites externos. Limites esses os quais o Estado e a sociedade não podem se furtar de estabelecer.
 

Share on Facebook
Please reload

© 2017 André D'Angelo - Criado pela Balz Comunicação.